Após morte de hipopótamo, Marcell Moraes volta a pedir fechamento do zoológico de Salvador

Deputado alega que a instituição não tem capacidade de garantir segurança e tratamento adequado aos animais

Após um hipopótamo morrer no Jardim zoológico de Salvador, o deputado estadual e protetor dos animais, Marcell Moraes, voltou a criticar a gestão da do parque. Revoltado com o fato, o parlamentar cobra ações efetivas dos órgãos competentes para garantir qualidade de vida aos cerca de 1.600 animais de 164 espécies que vivem na instituição.

Marcel ainda acusa o governador Rui Costa de ser incapaz de “cuidar do seu próprio quintal” e ressalta que o governo não tem dado importância à bandeira animal. “O governo do estado trata com desrespeito a vida animal. Não podemos permitir que outros bichos fiquem sem respaldo e morram deitados sobre suas próprias fezes no zoológico de Salvador. Isso é contraditório, vejo o governo do estado fazendo tanta propaganda de obras, mas é incapaz de cuidar do quintal do próprio governador”, bradou.

O deputado já chegou a pedir ao Ministério Público o fechamento do zoológico de Salvador por práticas de maus-tratos, e também sugeriu a realização de uma CPI na Assembleia Legislativa para fiscalizar o trabalho desempenhado no local. “Os animais permanecem condenados a uma ‘pena perpétua’ de um crime que não cometeram! Continuarei na minha luta para a extinção do Zoo e criação de um Centro de Recuperação para que esses animais possam voltar para seu habitat natural sem maiores prejuízos”, finalizou.