Biografia do Deputado

Marcell Moraes: Uma vida dedicada aos animais

Nascido no município de Ruy Barbosa, Marcell Moraes começou cedo sua carreira política. Ainda como estudante, se destacou liderando diversas manifestações contra o aumento abusivo das mensalidades nas faculdades particulares de Salvador. Em 2006, quando era presidente do Diretório Acadêmico de Administração da Facet, chegou a ser processado e condenado a três meses de prisão.

Preservação do meio ambiente como lema

Apesar de sua formação ser em administração de empresas, Marcell Moraes está engajado nas causas em prol do meio ambiente há 18 anos. De lá pra cá foi responsável por diversas conquistas, entre elas, o resgate dos elefantes do Circo Portugal, que estavam sofrendo maus tratos. Marcell também denunciou a falta de licença ambiental de concessionárias e postos de combustíveis da Avenida Paralela, e ainda foi responsável pela ação para impedir que carretas de lixo radioativo entrassem na cidade baiana de Caetité.

Coordenador do Parque das Lagoas e Dunas do Abaeté

Em 2006, Marcell Moraes foi coordenador do Parque Metropolitano de Pituaçu e em 2008 foi convidado para atuar na coordenação do Parque das Lagoas e Dunas do Abaeté, importante Área de Proteção Ambiental da cidade. Filiado ao Partido Verde (PV) desde 2003, já atuou como dirigente estadual da legenda, e também como presidente e vice-presidente em Salvador.

Vereador que trabalha pela causa animal

Marcell Moraes foi eleito vereador da cidade do Salvador em 2012, exercendo seu mandato no período de 2013 até janeiro de 2015. Na Câmara Municipal foi líder da bancada do PV e Presidente da Comissão dos Direitos do Cidadão. Durante esse período apresentou diversos projetos de lei que protegem os animais de maus tratos, e estimulam a guarda responsável dos mesmos. Deixou a Câmara para assumir em fevereiro de 2015 seu mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa da Bahia.

Deputado eleito com mais de 35 mil votos

Eleito Deputado Estadual em 2014 com 35.771 votos, Marcell Moraes foi empossado presidente da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa da Bahia. O ambientalista foi o primeiro parlamentar da ALBA a presidir uma comissão permanente da casa ainda no primeiro mandato.