Em entrevista à Rádio Sociedade, Marcell Moraes fala sobre trajetória política, desafios e projetos em defesa dos animais e meio ambiente

O deputado Marcell Moraes (PV) iniciou as atividades da semana concedendo uma entrevista na manhã desta segunda-feira (23) aos apresentadores Raimundo Varela e Adelson Carvalho, no programa Balanço Geral, da Rádio Sociedade AM 740.

Entre os temas abordados, Marcell relembrou sua infância na cidade baiana de Rui Barbosa, onde nasceu e começou a ter forte ligação com o meio ambiente e com os animais. Destacou ainda que há 16 anos tornou- se ambientalista, reunindo inúmeras conquistas em prol da causa, atuando paralelamente junto ao movimento estudantil. Entre suas primeiras ações citou o resgate dos elefantes vítimas de maus tratos no Circo Portugal, no ano de 2010. Desde então, ajudou mais de 30 mil animais livrando-os das situações de maus tratos e abandono, bem como proporcionando castrações, vacinação e lar temporário.

O protetor de animais se classificou como uma pessoa determinada, que se esforça para fazer sempre o melhor, por isso destacou que foi o 8º deputado estadual bem mais votado no último pleito, com 35.771 votos. Para Marcell Moraes, o número expressivo é reflexo de uma sociedade que passou a se preocupar mais com as causas animal e ambiental.

Marcell falou também sobre seu mandato de vereador em Salvador. Atuando em pouco mais de 20 meses na Câmara Municipal, o verdista afirmou que se destacou como um dos edis mais atuantes através da apresentação de propostas que tocaram o dia a dia das pessoas, trabalho que lhe rendeu somente na capital baiana 26 mil votos. Entre os projetos destacou o Castramóvel, a criação do hospital veterinário e a Lei do Lixo, que passou a punir quem suja as ruas da cidade.

Marcell Moraes falou ainda sobre a implantação da primeira clinica veterinária popular da Bahia, a Clinicão, que oferece tratamento a preços populares, e da promessa do prefeito ACM Neto de fazer convênios com outras dez clínicas privadas de Salvador para que ofereçam atendimento 24 horas de urgência e emergência, beneficiando principalmente os protetores que acolhem animais de rua. Voltou a repugnar as vaquejadas, destacando o maus tratos praticados contra os animais. Para o deputado verdista, agredir um animal é como agredir uma criança ou um idoso porque também é um ser indefeso. “Em pleno século XXI é lastimável que ainda existam pessoas que se comportem de uma maneira tão primitiva. É preciso entender que os animais são vidas e não coisas. Esse debate será uma das minhas prioridades na Assembleia Legislativa”, afirmou.

Perguntando sobre sua relação com a ex-presidente da Limpurb, Kátia Alves, explicou que não tem nenhum problema pessoal com a ex-dirigente. Mas que ela deixava a desejar no cargo, deixando Salvador uma cidade suja.

Como deputado estadual, Marcell Moraes garante que continuará honrando suas bandeiras, atuando firmemente em prol dos quatro patas e do meio ambiente, e que não “retrocederá nem um milímetro dos seus ideais”.