O Deputado Estadual Marcell Moraes apresenta projeto para beneficiar motoristas

Preocupado com a segurança dos motoristas que trafegam após as 22h em Salvador, o deputado Marcell Moraes (PSDB) apresentou indicações na Assembleia Legislativa da Bahia, endereçadas ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em que sugere que seja descaracterizada como infração de trânsito o limite atual que caracteriza excesso de velocidade entre os horários de 22h a 5h na Avenida Otávio Mangabeira (Orla) entre os bairros da Pituba e Itapuã e na Avenida Luís Viana (Paralela), aumentando o limite para 90 km e 100 km, respectivamente. “Assim como o número de ocorrências de acidentes de trânsito, os casos de assaltos e tiroteios nas vias brasileiras têm aterrorizado a sociedade”, afirmou o deputado. Segundo Marcell Moraes, os equipamentos de fiscalização eletrônica de velocidade, os conhecidos radares ou pardais, beneficiam de forma colateral a ação criminosa. “Os motoristas, ao se aproximarem dos dispositivos eletrônicos, se veem forçados a reduzir a velocidade dos veículos para não serem multados e, assim, facilitam a abordagem de assaltantes. Muitos preferem até mesmo serem multados por excesso de velocidade a serem surpreendidos por criminosos”, disse o deputado. Para Moraes, o risco é ainda maior durante a madrugada. Ele disse que a partir das vinte e duas horas e até as seis horas, o efetivo policial nas ruas já se reduz e, com a falta de iluminação pública adequada, os ocupantes de veículos ficam ainda mais expostos. “Nesse sentido, enquanto a ação dos órgãos de segurança pública não conseguir conter essa onda criminal que assola o País, apresentamos a presente indicação ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e que este delegue ao órgão competente, como forma de preservar a vida e o patrimônio de considerável parcela da população brasileira, que necessariamente trafega por vias situadas em áreas de risco durante a madrugada e descaracterize como infração de trânsito o excesso de velocidade no horário proposto”, completou.

 

 

Fonte: Diário Oficial ALBA